Histórico:

- 01/06/2005 a 30/06/2005
- 01/05/2005 a 31/05/2005
- 01/04/2005 a 30/04/2005
- 01/03/2005 a 31/03/2005
- 01/02/2005 a 28/02/2005
- 01/01/2005 a 31/01/2005
- 01/12/2004 a 31/12/2004
- 01/11/2004 a 30/11/2004



Outros sites:

- Você pra Sempre
- Blog da Lia
- Doidinhas por Sandy e Junior
- Blog da Giselle
- Sandy e Junior Mix
- Odeio Wanessa Camargo
- Central Sandy e Jr
- Blog Sandy e Jr Lima
- Sandy e Junior 4ever
- Sandy e Junior for ever
- Pin e Ju
- Carol ama Sandy e Junior


Votação:

- Dê uma nota para meu blog

Indique esse Blog


Contador:



.:Mural:.

Deixe aqui seu comentário!



.:Player SeJ:.


Como é grande meu amor por vc - Sandy e Jr


.:Agenda:.

30/04 - Curitiba - PR
Carrefour Music Fest

06/05 - Aparecida de Goiania - GO
12 rodeio de parecida de Goiania

07/05 - Rio Verde - GO
Rio Verde Pop Folia

08/05 - Goianésia - GO
Goiás Estádio Municipal

21/05 - Lages - SC
XVII Festa Nacional do Pinhão

28/05 - Patos de Minas - MG
47 Festa Nacional do Milho

04/06 - Ourinhos - SP
FAPI - Parque de exposições Olávio Ferreira de Sá

12/06 - Brasília - DF
Parque Leão

19/06 - Americana - SP
Festa do Peão de Americana

10/07 - Araçatuba - SP
Recinto de exposições clibas de Almeida Prado

23/07 - São José do Rio Preto - SP
Expo São José do Rio Preto

.:Menu:.

Navegue pelo menu abaixo e saiba mais sobre a Sandy e o Junior!

.:Curiosidades:.

.:Nascimentos:.

.:Ínicio de carreira:.

.:Discografia:.

.:Letras de música:.

.:Estrela-Guia:.

.:Acquaria:.

.:Quebrando a rotina:.

.:Rock in rio III:.

.:Perfil da Sandy:.

Nome: Sandy Leah Lima
Data de Nascimento: 28/01/1983 em Campinas - SP
Altura: 1.57m
Peso: 40 Kg
Sapato: 35/36
Mãe: Noely Pereira de Lima
Pai: Durval de Lima
Amiga: Estela Jorge
Mania: Passar batom
Comida: Camarão
Sobremesa: Mousse de Uva
Time de futebol: São Paulo
Perfume: True Love e Ck One
Ator /Homem Bonito: Leonardo di Caprio, Brad Pitt



.:Perfil do Junior:.

Nome: Durval de Lima Junior
Data de nascimento: 11/04/1984 em Campinas - SP
Altura: 1.67
Peso: 50 - 51 kg
Amigo:Oscar
Comida: Massas
Sobremesa: Mousse de Uva
Ator e Atriz: Tony Ramos e Adriana Esteves
Cantor: Michael Jackson
Time de futebol: São Paulo
Perfume: Polo Sport

.:Banners:.

Divulgue o seu blog!
O Ponto de Encontro dos Blogueiros do Brasil

Layout:
Layout baseado em TEMPLATES BY MARINA.

Foto do layout retirada do site A GENTE DÁ CERTO.



>>Junior e Jair Oliveira esquentam noite fria de Sampa com show 

Jair foi convidado por Junior para se apresentar com sua banda no Na Matta nesta quarta-feira

Junior se empolga durante o show

Junior suou a camisa

Jair foi o vocalista da banda nesta apresentação especial
 
Quem foi ao Na Matta na noite desta quarta-feira deve ter esquecido do frio que está abatendo a cidade de São Paulo. A casa noturna sediou mais uma das animadas apresentações da banda Soul Funk, projeto paralelo de black music de Junior Lima.

Desta vez, quem se apresentou junto com eles foi o cantor Jair Oliveira. Em quase duas horas de show o grupo fez uma apresentação empolgada e que não dexiou ninguém parado!

Fonte - Babado

>>Será que ainda rola entre Júnior e Nathália Rodrigues?


  
Nathália Rodrigues não responde se está namorando Júnior Lima, mas também não diz que não.
"Pergunte para ele se estamos namorando", responde a atriz.

O cantor, por outro lado não fala da vida pessoal, e só confirma, "Nós ficamos e isso é fato".

Aí fica a dúvida: Será que ainda está rolando?
 
Fonte: Virgulando



- Postado por: << * cellinha * >> às 23h58
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




>>Sandy & Júnior foram a atração de sábado



Uma das duplas mais famosas do Brasil Sandy & Júnior, fizeram um dos shows mais esperados da 17ª Festa Nacional do Pinhão. O show teve início por volta de 00:40 deste domingo e foi visto por cerca de 17 mil pessoas, segundo estimativa da Polícia Militar.

O público – a maioria formada por pré-adolescentes e seus pais – acompanhou e cantou sucessos como ‘Nada Vai me Sufocar’, ‘Encanto’, 'Desperdiçou' , 'Você pra sempre (Inveja)'.

No início do show, um homem surpreendeu a todos surgindo no palco por debaixo do piso de compensados. Sua intenção era agarrar a cantora Sandy, mas foi retirado por quatro seguranças de palco. Segundo informações de um destes seguranças, o homem teria sido o mesmo que, num show em Campinas (SP), teria tentado a mesma façanha.

Fonte: WebLages

>>Sandy e Junior entre os mais vendidos

Com a pirataria e o advento do MP3, a receita da venda de CDs ficou menor, o que estimula as turnês de astros internacionais por países como o Brasil.

Crise nas prateleiras, euforia nas bilheterias. Uma das explicações para o fenômeno da proliferação dos shows internacionais no Brasil seria a baixa vendagem de CDs, dizem executivos da indústria fonográfica. O mercado, em baixa, levaria os artistas a fazer mais shows e turnês para incrementar sua receita. Isso estaria provocando ainda um outro comportamento: com o aumento da oferta, não há mais 'leilões' de artistas entre os empresários, o que encarecia e até impossibilitava, num passado recente, certas turnês. Foi por causa de um leilão dessa natureza que, em 1998, o U2 tornou-se um dos mais caros cachês de rock já pagos na América Latina: US$ 8 milhões. 'Claro que há também o fator do dólar mais baixo, que tornava impossível negociar turnês', diz Rafael Reisman, empresário que realiza os festivais Brasília Music Festival e SP Music Festival.

Pressionadas pela pirataria de CDs e a chegada dos novos formatos, como o MP3, as vendagens de discos seguem baixas, muito inferiores às que registravam há alguns anos. No Brasil, os 'medalhões' da MPB, por exemplo, já não rompem a barreira do 1 milhão de cópias vendidas.
Segundo dados da gravadora Universal Music, Caetano Veloso, com seu disco de covers A Foreign Sound, lançado em abril de 2004, vendeu 105 mil unidades até agora. O disco de Sandy e Junior, Identidade, lançado em outubro de 2003, vendeu 320 mil cópias. O peso pesado do samba, Zeca Pagodinho, vendeu 90 mil cópias do seu novíssimo À Vera (embora esteja há apenas um mês nas lojas) - seu álbum anterior, o Acústico MTV, lançado em outubro de 2003, vendeu 550 mil unidades (apenas do CD). De acordo com a gravadora, é um 'best seller absoluto'.
Aqui o Sistema é Bruto, de Chitãozinho e Xororó, lançado em novembro de 2004, está em 140 mil cópias vendidas.
Estrela teen do pop rock, a cantora Avril Lavigne chega ao País pela primeira vez para quatro apresentações em setembro: dia 21, em Porto Alegre; dia 23, em Curitiba; dia 24, na Praça da Apoteose, no Rio; e no dia 25 para show no Pacaembu.
O estádio poderá ser palco de uma jornada dupla: num dia, show de Avril e, no outro, do new metal Slipknot.

Fonte: Estado de São Paulo /Créditos: Fenomeno Vip (Fórum Alenda.com.br)

>>Junior divide palco com Jair de Oliveira

Na próxima quarta-feira, dia 25, Junior Lima e sua banda Soul Funk tocarão mais uma vez no palco da casa de shows Na Mata, em São Paulo. Porém, dessa vez o músico levará ao palco o grande amigo Jair de Oliveira.
Juntos, eles cantarão músicas do ritmo black, além de clássicos da MPB.

E, na quarta-feira da semana que vem, dia 1º de junho, Junior receberá no palco o músico Simoninha.

Fonte: O Fuxico

>>Sandy e Junior dizem que a dupla continua

"São projetos paralelos. A palavra já diz: paralelos." Foi assim que a cantora Sandy tratou de descartar o fim de sua dupla com o irmão, Junior Lima. Os dois se apresentaram neste domingo no programa Domingão do Faustão, da Rede Globo, onde foram mostrar um pouco de seus trabalhos solos.

Junior tocou e cantou ao lado de sua nova banda, Soul Funk, que é dedicada à black music. Já Sandy, também escorada por sua trupe de músicos, deu uma canja do repertório de jazz e MPB que vem apresentando atualmente em concorridos show.

Sandy contou que começou a se interessar por jazz há cerca de três anos, ao ganhar de um amigo um álbum da diva Ella Fitzgerald. "Eu me apaixonei. Não tirava o CD do aparelho." Junior, por sua parte, explicou que o som de sua banda reúne tendências da black music, desde Tim Maia até Black Eyed Peas.

Depois das explicações, Junior e o Soul Funk apresentaram no palco um medley de Where Is The Love? (do Black Eyed Peas) com É Preciso Saber Viver (de Roberto Carlos). Na seqüência, Sandy deu um aperitivo de seus vôos solos ao apresentar Night and Day, de Ella Fitzgerald, e Fascinação, sucesso eternizado por Elis Regina.

Juntos
Mostrados os respectivos trabalhos individuais, os irmãos falaram sobre a carreira em conjunto, que, segundo eles, continua bastante ativa.

"Nós trabalhamos juntos, mas não é por isso que vamos viver 24h por dia juntos. Fazer tudo juntos. Cada um tem seus gostos diferentes, suas coisas", explicou Sandy. "Um respeita a individualidade do outro", completou Junior.

Os dois asseguraram que a turnê "Identidade" vai continuar e adiantaram que novos trabalhos conjuntos vêm aí.

"São projetos paralelos. A palavra já diz: paralelos. Nossa prioridade é a carreira juntos. Estamos até gravando um novo CD", contou Sandy.

Fonte: Terra

>>Sandy lança nova sandália Grendene

Sandy está lançando uma nova sandália pela Grendene. Veja imagem abaixo:



- Postado por: << * cellinha * >> às 01h37
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




>>Fotos do Show de Jazz de Sandy

Clique aqui e veja 27 fotos da apresentação de Sandy no Bourbon Street, pelo Projeto 'Credicard Vozes'

Fonte - Show Livre

>> Junior e Lucas curtem show em SP (2 FOTOS)

Sem Sandy, Junior e Lucas Lima curtem show de George Benson em SP

O guitarrista e cantor George Benson agitou o público paulistano com seus sucessos, na terça-feira (3). Junior e Lucas Lima fizeram questão de ir à casa de shows Via Funchal conferir o melhor do jazz apresentado pelo músico norte-americano. Sem a companhia de Sandy, eles sentaram lado a lado e não pouparam sorrisos durante a noite.

Além de Junior e Lucas, Amon-Rá e Zeca Lima, Renata Kherlakian e Marcos Canuto foram curtir o show de George Benson.

FOTOS:






Fonte: Babado

>>Sandy joga pelo certo em sua estréia no jazz

Se você precisa perguntar, nunca vai saber. Foi a notória resposta de Louis Armstrong à pergunta "o que é jazz?". Sandy sabe o que é jazz. Há pelo menos três anos a garota tem ouvido o estilo de John Coltrane e Sarah Vaughan em casa, nos momentos de lazer. Agora, aproveitou o convite do evento Credicard Vozes --que se propõe a colocar cantores famosos interpretando canções que fogem ao seu repertório tradicional-- para mostrar que, além de ouvir, pode cantar jazz.

Começando pelo começo: sim, ela sabe cantar. Afinadíssimo. Sua voz é perfeita. Tão perfeita, na verdade, que, ouvindo-a cantar canções como "Body and Soul" e "Cry Me a River", quase dá pra acreditar que foi um bom show. Impossível dizer, também, que foi um show ruim. Assim é Sandy: nem bom nem ruim nem demais nem de menos, bonitinha, afinadinha, simpática, asséptica, assexuada. O oposto do jazz, enfim.

As mais de 400 pessoas que superlotaram a casa de shows Bourbon Street nos dois dias de apresentação da irmã de Junior pareceram gostar.
Formada por um público genérico, sem nem tantos fãs de Sandy nem fãs tradicionalistas de jazz, a platéia não exigiu muito. O fato de Sandy estar ali, sozinha, cantando aquelas músicas, já era interessante o suficiente. Não faltaram as fotos com Noely (a mãe), Lucas Lima (o namorado), a tocaia na porta do camarim...

Sempre caxias, Sandy se esforçou. Acompanhou cada solo com olhares interessados, reafirmou o quanto gostava de jazz e de Tom Jobim (de quem cantou quatro músicas), reverenciou os músicos, fez tudo o que se esperava que ela fizesse. Tudo parecia dizer: estou pronta para minha carreira "adulta", mesmo que ela negasse que essa sua estréia solo pudesse apontar uma separação da dupla com seu irmão.

A banda que a acompanhava, formada por músicos conhecidos das noites de jazz de São Paulo, manteve a alta qualidade musical da noite. Nos curtos espaços dedicados a solos de guitarra, baixo, bateria e piano, os instrumentistas literalmente quebravam tudo, para usar um termo tipicamente clichê do jazz. Nos momentos que exigiam maior técnica ou intimidade com o repertório, olhavam para Sandy com aprovação, claramente orgulhosos. Com razão. A jovem cantora não demonstrou grandes inseguranças nem se atrapalhou com todos os desafios vocais naturais ao jazz, mesmo ainda sendo virgem no estilo.

Sem a emoção crua de uma Billie Holiday, sem o sex appeal de uma Julie London, sem a técnica de uma Ella Fitzgerald, Sandy não teve muitas opções, a não ser jogar pelo certo. Faltou, deve-se dizer, a languidez necessária para esquentar canções como "The Look of Love", tão românticas quanto sensuais. Sandy nem corou, em compensação, quando cantou o trecho "and this torment won't be through until you let me spend my life making love to you" ("e esse tormento não vai terminar até você me deixar passar a vida fazendo amor com você"), de "Night and Day", de Cole Porter.

Na saída do show, a estudante e produtora Gabriela Ferreira, de 22 anos --mesma idade de Sandy-- resumiu bem a sensação da noite: "É jazz, mas é a Sandy cantando jazz, né? Se fosse outra pessoa, talvez achássemos a voz dela aguda demais, mas, como é a Sandy, a gente perdoa".

Fonte: Jornal Folha de São Paulo

>>Sandy faz show com repertório de jazz

Cantando de Cole Porter a Tom Jobim, Sandy promete um show despretensioso e garante que a prioridade é a carreira com o irmão


Sandy: "Minha voz combina com esse tipo de música"

Sandy cantando jazz? Isso mesmo: quarta e quinta ela enfrenta um repertório que vai de Cole Porter a Tom Jobim, acompanhada de um quarteto com Chico Willcox (baixo), Eric Escobar (piano), Igor Willcox (bateria) e Jarbas Barbosa (guitarrista da Banda Mantiqueira). O show ainda tem participação do trombonista Bocato.

Quando você começou a se interessar por jazz?

Sandy: Há pouco tempo. Ganhei um CD da Ella Fitzgerald. Gostei e comecei a procurar outras coisas.

O Junior também tem projetos paralelos como músico de uma banda de soul. Você acha isso saudável?

Sandy: Acho que isso acrescenta muito. São experiências que a gente adquire e leva para o trabalho da dupla.

E o que seus pais acham do seu projeto de jazz?

Sandy: Eles dão a maior força. Não gostam desse tipo de música, não ouvem, mas piraram no ensaio.

Esse show é inusitado tanto para seu público tradicional como para quem ouve jazz. Você acha que é mais fácil você perder fãs de Sandy e Junior ou atrair admiradores de jazz?

Sandy: Perder não tem perigo. Se alguém for lá e não gostar, sabe que não é o que faço na minha carreira.

O público de jazz costuma ser bastante exigente.

Sandy: Verdade.

Você está tranqüila em relação a isso?

Sandy: Dá uma ansiedade, um friozinho na barriga. Mas tenho confiança no repertório e na minha banda. Minha voz combina com esse tipo de música. Não vou cantar com a intenção de ser uma virtuose, vou para o palco despretensiosamente.

Sandy e Junior estão completando 15 anos de carreira e alguns dizem que nunca vocês estiveram tão distantes.

Sandy: É bom você falar porque existe muito boato de que a gente vai se separar. A prioridade é nossa carreira. Estamos pensando no próximo disco e continuamos fazendo shows. Vou fazer cinco shows nessa semana - os dois do Bourbon e mais três com o Junior, em Goiás.

Informações sobre os shows: Bourbon Street Music. R. dos Chanés, 127, tel. 5006-6100. Quarta (4/5) e quinta (5/5), às 22h. R$ 150

Fonte: Jornal Estado de São Paulo



- Postado por: << * cellinha * >> às 21h13
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________


Blog Sandy e Jr Online!!

X